Natal em países hispânicos: conheça as tradições em algumas regiões

Cada país é diferente, com suas heranças culturais, costumes e suas formas de pensar, que variam entre os povos. Com o Natal não seria diferente, já que cada lugar comemora de distintas maneiras. Por exemplo, no Brasil, a prática é decorar as casas, reunir a família, fazer amigo secreto, trocar presentes e logo depois fazer a ceia.

 Porém, há países que celebram de modos variados, inclusive porque Natal está muito ligado ao Cristianismo e ao nascimento de Jesus Cristo. Leia neste texto como é feita esta celebração em regiões da América Latina.  

Como é comemorado o Natal em países latino-americanos

Por sofrer com a colonização europeia, as tradições natalinas da América Latina ainda possuem características da Europa, como Papai Noel, guirlandas, rena e trenó, entre outros. Ainda assim, estes países latino-americanos possuem costumes específicos fazendo com que seus hábitos sejam distintos entre as regiões. 

Guatemala

Um exemplo é a Guatemala, onde ocorre “La Quema del Diablo”, que acontece todo 7 de dezembro, a partir das 18h. Esse evento consiste em as pessoas queimarem objetos que não são mais úteis com o objetivo de tirar as vibrações negativas que podem estar dentro da casa.

A data foi escolhida por anteceder as comemorações da Imaculada Conceição, que marca a concepção de Jesus pela Virgem Maria, além de ser o início das comemorações natalinas.

Nos dias que antecedem ao Natal, acontece uma procissão com diversas estátuas religiosas. O menino Jesus não aparece no presépio até o dia do Natal. Outras comemorações culturais e peculiares são um marco para os países da América Latina.

México

O México celebra o Natal dias antes do dia 25. Os mexicanos fazem a chamada  ’posada’, entre os dias 16 e 24 de dezembro, em que encenam uma peregrinação de Maria e José em busca de um lugar para Jesus nascer. 

As famílias se revezam entre si para fazer a representação todas as noites em casas diferentes. As ‘posadas’ incluem comidas, bebidas especiais e as famosas piñatas cheias de doces. 

Já nos dias 24 e 25, as famílias se reúnem para ceiar e cantam cânticos. Na véspera de Natal, acendem foguetes como símbolo para as comemorações. Os presentes são entregues desde a ‘posada’ até o dia 24. 

Chile

No Chile, ao invés de chamar Natal, os chilenos chamam essas datas comemorativas por ‘pascua’, tanto que o alimento que eles comem — já que eles não comem panetone — é o pan de pascua. As crianças costumam deixar um pedaço desse aperitivo para o Viejito Pascuero — que seria o nosso Papai Noel — junto de Cola de Mono, bebida alcoólica à base de aguardente, leite e café.

Assim como na Guatemala, o menino Jesus não aparece no presépio até o dia do Natal, sendo colocado apenas na noite do dia 24 de dezembro. As famílias se reúnem tradicionalmente para a ceia, porém, antigamente as pessoas também ceiavam com os vizinhos e assistiam à Missa do Galo, e os integrantes da Igreja levavam pratos típicos e todos jantavam juntos.  

Bolívia

Assim como em países vizinhos, os bolivianos encenam o nascimento de Jesus, com os personagens principais — anjo Gabriel, José, os reis magos, Maria e José, além do próprio Jesus. As crianças costumam ir na casa dos vizinhos para cantar cânticos natalinos populares e dançar ao redor dos presépios. 

Outras tradições espanholas que se perpetuam ao longo dos anos são de assistir à Missa do Galo, montar o presépio e a ceia de Natal — com comidas típicas bolivianas: picana, um caldo picante e doce que contém milho, carne de rês, hortaliças variadas e vinho.

Há também a prática de servir leitão ou peru. No dia 25, são servidos buñuelos,  bolinhos ou bolachas tradicionais de cada região.

Já os povos aymaras fazem a festa dos awatiris — pastores que cuidam dos rebanhos, como lhamas e ovelhas — além de enfeitarem o gado. O presépio é montado com figurinhas de barro, sendo montados em pares: dois, quatro ou seis animais de diferentes espécies, e os enterram no pátio no dia seguinte.

Honduras

Por ser um país fortemente cristão, os hondurenhos dão muito significado à fé e valores morais. O objetivo principal é compartilhar os momentos com os entes queridos e celebrar o nascimento de Jesus Cristo. 

Assim como no México, as tradições da ‘posada’ e da piñata também são feitas nos dias que antecedem o Natal. A ceia é um ponto forte para eles, reunindo os familiares, além de decorarem suas casas. 

Nicarágua 

As comemorações do Natal na Nicarágua começam a partir da noite de 7 de dezembro, véspera da festa católica de Imaculada Conceição, com a “gritería”, em homenagem à Maria, mãe de Jesus. 

Os devotos percorrem as ruas e visitam diversos altares erguidos em honra à Virgem Maria, em casas e templos religiosos, realizando orações, cantos e queima de fogos de artifício enquanto gritam “Quem causa tanta alegria?” e a resposta é “La Concepción de María!”. Há, também, a tradição das crianças levarem flores ao altar da Virgem Maria cantando músicas de Natal.  

Colômbia 

Assim como na Nicarágua, a Colômbia também festeja a Imaculada Conceição com a “gritería”, acendendo velas ou lanternas em frente às casas de Virgem Maria. O dia 7 de dezembro é conhecido como Dia das Velas. As famílias colombianas acendem velas e saem pelas ruas acendendo outras velas, para iluminar o caminho da Virgem Maria, pedindo bênção para suas casas.

 Ao longo de 9 dias que antecedem o Natal, os colombianos fazem novenas em casas de parentes ou amigos recitando orações.

Na noite do dia 24, é comum que os colombianos convidem vizinhos, amigos e familiares para ceiarem juntos. Por terem uma tradição forte de união, as pessoas passam o Natal com o maior número possível de entes. 

Panamá

A população panamenha tem a tradição de fazerem marchas e desfiles para celebrar o nascimento de Jesus Cristo, incluindo fogos de artifício nas comemorações. 

Os panamenhos costumam passar a noite de Natal entre os familiares, e quando chega a meia noite, tocam as campainhas de vizinhos para festejar a chegada de Jesus. As pessoas têm o hábito de servir chocolate quente e doces na noite do dia 24. 

Outra prática é que dia 26 de dezembro também é feriado para comemorar o Natal, ou seja, as celebrações vão do dia 24 ao dia 26 de dezembro. 

Gostou de saber sobre o Natal em países que falam espanhol? Continue lendo o Exclamación para conhecer mais sobre a cultura dos nossos vizinhos.

Autor: Beatriz Gouvêa

Jornalista de formação e amante da cultura hispana desde criança. Passo a maior parte do tempo escutando música em espanhol e amo tudo o que envolve o universo latino.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s