Viajar para o Equador vale a pena

Quando eu decidi viajar para o Equador em 2019, comecei a pesquisar em blogs de viagem o que eu poderia fazer durante os 10 dias que eu passaria por lá. Buscando essas fontes, percebi algo curioso: poucos brasileiros relatavam experiências de viagem no país, se comparados aos posts sobre outros sul-americanos.

Parei para pensar que, até então, também nunca tinha conhecido alguém que tinha ido ou que tivesse afirmado que desejava conhecer as terras equatorianas. 

Então, eu venho aqui para dizer que vale a pena viajar para o Equador — e eu vou mostrar o porquê!

Por que eu quis viajar para o Equador?

Confesso que não era uma das prioridades no momento. Apesar de sempre ter dito que queria conhecer todos os países latino-americanos, sempre temos os “queridinhos”, certo? Então, por que viajar para o Equador?

Bom, para contextualizar, quando eu digo que sempre quis conhecer a América Latina, é bem real. Um dos meus passatempos favoritos há alguns anos era fazer planilhas com roteiros de viagem possíveis. E, com isso, eu acabava pesquisando valores de passagem, meios de deslocamento, o que fazer, etc. 

Ou seja: tenho um olhar treinado para saber se a passagem de avião está com um valor em conta, mesmo que eu nunca tenha viajado para esse lugar.

Quando fiquei sabendo que teria recesso de final de ano no trabalho, em 2019, já comecei a fazer algumas pesquisas. Testei vários roteiros que tinha em mente, com datas e horários diferentes, até que cheguei com um valor muito mais em conta do que eu conhecia sobre passagens para o Equador. Não pensei duas vezes e comprei. 

Laguna del Quilotoa, no alto da cordilheira

Por que vale a pena viajar para o Equador?

Como eu já disse, me surpreendi com o fato de que o Equador ainda é um destino pouco procurado por brasileiros. E digo não apenas por relatos de viagem na internet, mas também pelas minhas experiências no país: sempre que eu dizia que era brasileira para pessoas locais, elas se surpreendiam. 

Ok, tem o fato de que eu falo espanhol bem e ninguém espera que brasileiros saibam além do portunhol. Mas, mesmo assim, alguns disseram que realmente não costumam ver gente do nosso país por lá. E é justamente por isso que quis fazer esse texto. Quero mostrar as razões pelas quais vale a pena viajar para o Equador!

Facilidade para brasileiros

Devido ao acordo entre países do Mercosul, há livre circulação de brasileiros nos nossos vizinhos que fazem parte. Isso significa que apenas com o RG é possível entrar, sem precisar passaporte ou visto.

O centro histórico de Quito é o mais bem preservado das Américas

A capital do Equador, Quito, foi fundada em 1534. Apesar de ter passado quase 500 anos desde então, o seu centro histórico ganha o título de mais bem preservado do nosso continente. 

As construções são repletas de construções consideradas patrimônio da cidade, que estão ali desde a época colonial.

Partindo da Basílica do Voto Nacional e seguindo pela rua Venezuela, aos poucos é possível descobrir essa parte de Quito, até chegar na Plaza de la Independencia. Nos arredores, estão vários museus como o de Arte Colonial, o Casa de Sucre, Arte Precolombiano, Manuela Sáenz, entre outros.

Muitas ruas no centro histórico são assim, estreitas

Experiências na altitude

Em geral, as altitudes das cidades brasileiras são relativamente baixas, próximas ao nível do mar. No Equador, porém, devido à Cordilheira dos , é possível entrar em contato com uma nova realidade. Quito, por exemplo, está localizada a 2850 metros, sendo a segunda capital mais alta do mundo.

Nos primeiros dias, é importante fazer atividades leves para se adaptar: a altitude pode causar falta de ar, além de deixar a sensação de cansaço muito mais forte. Em casos de tontura, o recomendado é tomar chá de coca — planta utilizada pelos povos indígenas para suavizar os efeitos.

Outro ponto importante sobre é que cidades altas são frias. É essencial estar sempre com um casaco. Porém, ao mesmo tempo, usar protetor é quase obrigatório. Em dias limpos, o sol é muito forte e dá para sentir que ele está queimando a pele.

Esportes radicais

Sabia que muitas pessoas decidem viajar para o Equador com o objetivo de praticar esportes radicais? A cidade de Baños é mundialmente famosa pela oportunidade de se aventurar nas mais diversas atividades. Rafting, canoagem, tirolesa, escalada, trilhas para diversas cachoeiras são apenas alguns exemplos.

Além disso, o país tem a maior concentração de vulcões no mundo. Por conta disso, grupos de aventureiros se reúnem para fazer uma subida a essas montanhas — grande parte delas delas supera os 6 mil metros de altitude!

Do alto de Baños, é possível ir a esse balanço que vai beeeem longe da terra.

Diversidade de estilos de viagem

Em apenas alguns dias, é possível passar por diferentes modelos de viagem, atendendo a vários gostos diferentes. Por exemplo:

  • Quito: além dos passeios a museus e centro histórico, o local é porta de acesso ao monumento da Linha do Equador;
  • Cordilheira dos Andes: alguns dos passeios mais comuns na região montanhosa são a visita ao vulcão Cotopaxi e a Laguna de Quilotoa;
  • Baños: além dos esportes radicais e conexão com a natureza, é o acesso para o famoso Balanço do Fim do Mundo;
  • Puyo: principal ponto de acesso para a Amazônia equatoriana;
  • Cuenca: um dos maiores centros culturais das Américas, conta com museus e ruínas do Império Inca;
  • Otavalo: concentra a maior feira de artesanato indígena do mundo;
  • Montañita: litoral, point para jovens que gostam de festas e praias;
  • Galápagos: as ilhas funcionam como centro de pesquisa de biologia, recebendo visitas daqueles que se interessam sobre a vida marinha.
De canoa pelo rio, na Amazônia equatoriana

Viajar para o Equador é barato

De fato, o Equador é um dos países mais baratos do mundo para viajar. Há quem se assuste com o fato de que a moeda utilizada é o dólar dos Estados Unidos, mas, ainda com a alta taxa cambial com a conversão pelo real, ainda é muito em conta.

São poucas as coisas que passam dos dez dólares, por exemplo. O custo de vida é, realmente, bem baixo no país.

E aí? Se convenceu de que viajar para o Equador vale a pena? Continue lendo o Exclamación para conhecer mais relatos de viagens e ler textos sobre a cultura hispana!

Autor: Isabela Guiaro

Jornalista e analista de conteúdo em marketing digital. Fiz pós-graduação em Globalização e Cultura e, durante o curso, desenvolvi pesquisas sobre identidade nacional e cultura latino-americana. Apaixonada pelo idioma espanhol desde os 5 anos de idade, meu objetivo é disseminar a cultura hispana no Brasil.

2 pensamentos

Deixe uma resposta para Redação Exclamación Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s