5 músicas com crítica social sobre o México

A arte sempre caminhou de mãos dados com a política. Por conta disso, músicas com crítica social se tornam algo comum de encontrar, já que os cantores são parte fundamental na denúncia de problemas de um país.

Na América Latina, especialmente no México, essa se tornou uma temática corriqueira nas letras — seja em qualquer estilo. Veja só algumas dicas para escutar e refletir sobre a sociedade mexicana!

Músicas com crítica social no México

Revoltosos com estudantes desaparecidos, violência policial ou mesmo dando voz àqueles que são excluídos no país. São várias as letras que trazem essas problemáticas para o mundo das artes e te convidam a parar para pensar.

Confira essas cinco músicas com crítica social sobre o México!

1. Explosión – Julieta Venegas

“Foi um José ou um Pedro que desapareceu ontem. Um homem sem sobrenome, o levantaram e foi outro desaparecido. De ruas e escolas também vão caindo sem rumo. O mundo treme”.

Isso é o que diz Julieta Venegas sobre um problema muito grave no México: o de desaparecimento de pessoas sem nenhuma explicação. “Explosión” está presente no álbum “Algo Sucede”, lançado em 2015.

2. Gimme Tha Power – Molotov

“A polícia está extorquindo (dinheiro), mas eles vivem do que você está pagando. E se te tratam como um delinquente (ladrão), não é sua culpa, agradeça ao regente. Temos que arrancar o problema da raiz e mudar o governo de nosso país”

A banda mexicana Molotov lançou essa música como uma forma de mostrar a insatisfação da população em relação aos problemas do país, má gestão de governantes, corrupção, entre outras questões.

“Gimme Tha Power” faz parte do álbum “¿Dónde jugarán las niñas?”, lançado em 1997.

3. Abuso de Autoridad – El Tri

“Viver no México é o pior. Nosso governo está muito mal e ninguém pode protestar porque o levam preso. Ninguém mais quer sair nem dizer a verdade. Ninguém mais quer ter problemas com a autoridade”.

O grupo de rock El Tri cantou no álbum ao vivo “Una Leyenda Viva Llamada el Tri”, em 1991, essa letra de música com crítica social sobre o México.

4. Un Derecho de Nacimiento – Natalia Lafourcade

“Vou criar um canto para poder exigir que não tirem dos los pobres o que tanto custou construir. Para que o ouro roubado não acabe com o que está por vir. Aos que têm de sobra não custe tanto repartir. Vou elevar meu canto para fazê-los despertar. Aos que vão adormecidos pela vida sem querer ver.”

A cantora Natalia Lafourcade se tornou uma grande voz ao lançar “Un Derecho de Nacimiento” em 2012, composta para o coletivo estudantil #YoSoy132, que marcou a chamada Primavera Mexicana. A canção tem parceria com Carla Morrison e Julieta Venegas.

5. 2 de Octubre – Maldita Vecindad

“O que foi o  2 de outubro? Quanta gente morreu? Os que deram a ordem, impunes até hoje. Repetem sua falsidade, foi por sua segurança. Nossa história há que escrever. Nossa vida tem raiz. Desgraçada a nação sem memória, sem história.”

O Massacre de Tlateloco em 2 de outubro de 1968 foi um grande marco sobre a brutalidade policial no México. É sobre a impunidade que essa ação tem até hoje que a banda Maldita Vecindad em 1998, para o álbum “Mostros” cantou em suas músicas com crítica social.

6. Un Alma En Pena – Mon Laferte (Bônus)

Como bônus para essa seleção há “Un Alma En Pena”, para o álbum “Mon Laferte Vol. 1”, em 2015. A chilena radicada no México há mais de 10 anos, colocou alguns devaneios e pensamentos sobre a vida e, entre eles, está:

“E me ponho a fazer uma lista de tantos, tantos malditos. Na pátria que me adota há tantos desaparecidos. E tenho tanta pena, tanta raiva na garganta dessa humanidade distante, egoísta e que mata”

Gostou de conhecer essas músicas com crítica social sobre o México? Continue lendo mais posts aqui no Exclamación para saber mais sobre música, política, história e muito mais de países que falam espanhol!

Aproveite e salve essa playlist no Spotify com todas as músicas mencionadas!

Autor: Isabela Guiaro

Jornalista e analista de conteúdo em marketing digital. Fiz pós-graduação em Globalização e Cultura e, durante o curso, desenvolvi pesquisas sobre identidade nacional e cultura latino-americana. Apaixonada pelo idioma espanhol desde os 5 anos de idade, meu objetivo é disseminar a cultura hispana no Brasil.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s