Bachata: saiba mais sobre o gênero dominicano que dominou a América Latina

Por certo você já deve ter escutado cantores sertanejos brasileiros adicionando ritmos novos popularmente chamados de “sofrência” em suas músicas, como é o caso da cantora Marília Mendonça. Estes estilos são diretamente influenciados pela bachata, que, apesar de ter sido criada em 1960, vem ganhando maior reconhecimento no Brasil apenas desde o início dos anos 2000.  

Ficou interessado em conhecer sobre a bachata? Vem ler o texto de hoje com o contexto histórico sobre o ritmo mais famoso da República Dominicana. 

Qual a origem da bachata? 

Como citado acima, a bachata é uma criação da República Dominicana, influenciada pelo bolero — principalmente rítmico —, chá-chá-chá e tango. Além de possuir elementos africanos em sua composição. 

Bachata significa reunião social festiva em Cuba. Etimologicamente, a palavra veio de origens africanas e é definida como “folia” e “parranda” — associação de espertalhões para ludibriar crédulos.

No início — entre as décadas de 1930 e 1950 —, a dança era feita em boates marginalizadas do país. Como consequência, foi alvo de preconceito pela elite dominicana, sendo associada ao subdesenvolvimento rural e a criminalização. 

As primeiras canções de bachata foram lançadas após a morte do ditador Rafael Trujillo, em 1961. As músicas pioneiras consideradas bachata são “Borracho de amor” e “Que Será Miado”, de José Manuel Calderon, em meados de 1962. 

Porém, outros nomes renomados no estilo são Rodobaldo Duartes, Rafael Encarnacion, Ramoncito Cabrera El Chivo Sin Ley, Corey Perro, Antonio Gómez Sacero, Luis Segura, Louis Loizides, Eladio Romero Santos, Ramón Cordero, entre outros.

A ascensão do ritmo nos anos posteriores

Na década de 70 o gênero ainda era estigmatizado, as músicas não eram tocadas nos rádios ou na televisão. Além disso, os cantores de bachata foram impedidos de cantar em locais que a alta sociedade frequentava. Dessa forma, os artistas tocavam em bares e bordéis nos bairros pobres.

Já nos anos 80, tornou-se inevitável negar a existência e popularidade do ritmo e a bachata começou a ser tocada na mídia. Nesta época, nomes como Mélida Rodríguez e Leonardo Paniagua ganharam reconhecimento, junto com as canções “La Sufrida” e “Pena por ti”, de Luis Segura, gravada em 1982. A música obteve popularidade e fez a alta classe dominicana começar a se render para o ritmo.

Com o tempo, a bachata foi sendo modernizada e ganhou novos instrumentos como a guitarra elétrica. Blas Durán foi o primeiro a usar o aparelho, na canção “Mujeres hembras”, em 1987. Posteriormente Luis Vargas e Antony Santos apareceram no cenário gerando novidades para a bachata. Eles incluíram o merengue no gênero, tornando-se uma “bachata pop”.

Nos anos 90 foram acrescentados outros instrumentos musicais, tendo duas fases: a rosa e o chamado technoamargue. O lado rosa foi representado pelos cantores Víctor Víctor e Juan Luis Guerra, sendo resultado da hibridização da bachata com a balada romântica. As canções que obtiveram maiores repercussões foram “Inspiraciones” de Victor e “Bachata Rosa” de Guerra, o que gerou reconhecimento internacional. 

Já o technoarmague foi uma fusão de instrumentos eletrônicos e expressões modernas da música. Os maiores nomes desse estilo são Sonia Silvestre como intérprete e Luis Días como seu compositor e criador de fusões com gêneros como rock e jazz, além de outros ritmos dominicanos e caribenhos. 

A bachata nos dias atuais

A bachata atual recebeu uma forte influência da música moderna, a digitalização das melodias, a fusão com outros gêneros e instrumentos. Já as letras são provenientes da fase rosa e mescla com as letras sensuais dos anos 80. Os principais temas das músicas são amor, nostalgia, desgosto e desejo pelas mulheres. 

Mesmo com as mudanças que a música sofre diariamente, as gravadoras vêm tomando consciência sobre a bachata e sua relevância para o cenário e a indústria, tanto que os principais nomes atuais são os cantores Prince Royce e Romeo Santos. 

Romeo Santos foi lançado no grupo de bachata Aventura, do qual era vocalista. A banda foi criada em 1993, porém só fez sua estreia oficial em 1999. Enquanto estavam na ativa, o grupo lançou cinco álbuns em estúdio e três ao vivo. 

Dentre os sucessos do Aventura estão “Obsesión” — que chegou a ser sucesso internacionalmente —, “Un Beso”, “El Perdedor”, “Los Infieles”, entre outros. Além disso, suas músicas chegaram ao topo das paradas da Billboard Latin e no topo das paradas da Europa. Em 2002, “Obsesión” ficou em primeiro lugar na Itália por dezesseis semanas consecutivas.

Em 2011, o grupo se apresentou no famoso Festival Viña Del Mar, no Chile, onde recebeu tocha de prata, tocha de ouro, gaivota de prata e gaivota de ouro. O grupo se separou em abril do mesmo ano.

Após o término do Aventura, Romeo Santos lançou carreira solo, porém não deixou a bachata para trás, sendo inclusive seu ritmo principal na música. O cantor é considerado o rei da bachata, fazendo com que sete músicas suas conquistassem o número 1 no Hot Latin Songs e dez no Tropical Songs.

Um de seus maiores sucessos, “Propuesta Indecente”, esteve na lista do Billboard Hot Latin Songs por mais de 100 semanas e o videoclipe contabiliza mais de 1 bilhão de visualizações no Youtube. 

Em 2020, o álbum “Formula vol.2” ganhou o prêmio Top Latin Album of the Decade Award. O CD, inclusive, bateu o recorde de maior tempo na lista da Top Latin Albums, contabilizando cerca de 288 semanas. Além disso, o “Formula vol. 2” ficou 168 semanas no top 10 da lista. 

Outro exemplo da popularidade da bachata é o álbum Phase II, de Prince Royce, lançado em 2012, que vendeu 23 mil cópias na primeira semana somente nos Estados Unidos, atingindo a primeira colocação no Billboard Top Latin Albums e Tropical Albums, além da décima sexta na Billboard 200.

Cantoras como Thalia já incluíram a bachata em seus repertórios, tanto que ela lançou a canção “Te Perdiste Mi Amor”, uma parceria com Prince Royce para seu álbum Habítame Siempre. 

Prince Royce também já lançou a música “Deja Vu” com Shakira, além da parceria com o sertanejo Michel Teló com a canção “Te Dar Um Beijo”. 

Dança e estilos da bachata

A bachata é uma dança feita em pares, caracterizada por movimentos quaternários, ou seja marcado de quatro em quatro tempos. A base da bachata é feita em oito tempos. Com o passar do tempo, não só os instrumentos foram mudando como a dança também foi se adequando e ganhando novos passos e jeitos de serem feitos.

  • Bachata dominicana: É o estilo original, também conhecido como “bachata original”. Os passos são geralmente livres, executados de um lado para o outro e sem torções, nas posições mais abertas ou mais fechadas; 
  • Bachata tradicional: Sua origem está nos Estados Unidos e na Europa e é o estilo que mais se dança no mundo. Com conotações muito românticas, reviravoltas, efeitos visuais de queda e aumento do quadril nos tempos 4 e 8;
  • Bachata sensual: É uma evolução do tradicional, com mais importância na expressão corporal e na variedade de movimentos. Normalmente são utilizadas distâncias curtas e a sensação musical é buscada com oitos e batidas secas. O mais importante é o contato e a expressão corporal entre o casal, mais do que as voltas ou o trabalho dos pés;
  • Bachata moderna: A atual bachata vem apresentando diversos estilos, como é o caso dos cruzamentos, chamados de cruz. Sua execução é cruzar os pés em todas as etapas: 1, 2, 3 e 4;
  • Bachata urbana ou de rua: É uma combinação de movimentos típicos da bachata e outros como o street dance e o hip hop. É dançado em todas as direções, não apenas lateralmente;
  • Bachata tango: Outra variação da bachata moderna, que se combina com o tango e sua sensualidade. Chutes, quedas, reviravoltas espetaculares e pausas estudadas oferecem uma dança harmoniosa e romântica.

Gostou de conhecer sobre a bachata? Leia outros textos do Exclamación e fique por dentro de ritmos musicais e a cultura latino-americana. 

Autor: Beatriz Gouvêa

Jornalista de formação e amante da cultura hispana desde criança. Passo a maior parte do tempo escutando música em espanhol e amo tudo o que envolve o universo latino.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s