7 álbuns latinos para entender a expansão nos Estados Unidos

Os Estados Unidos detêm o monopólio da indústria musical no mundo ocidental. Ou seja: não apenas são os maiores exportadores, mas também são um centro de difusão para que artistas de outros países possam se expandir para o resto do planeta. A música em espanhol foi a que mais se beneficiou disso.

Confira essa lista com os álbuns mais importantes para entender como os latinos conseguiram se estabelecer nos EUA, mesmo cantando em espanhol!

Conheça os álbuns latinos que foram essenciais para chegar à indústria musical dos EUA

A expansão da música em espanhol nos EUA começou na década de 1930 e foi conquistando cada vez mais o seu espaço. Confira os álbuns que foram divisores de água e marcaram essa conquista para os artistas latinos.

1. “Abraxas” – Santana

Lançado em 1970, “Abraxas” já entrou na lista do 500 melhores álbuns de todos os tempos da Rolling Stone, além de ficar em primeiro lugar nas paradas de sucesso no país. “Black Magic Woman” e a regravação do hit de Tito Puente “Oye Cómo Va” foram os maiores destaques!

2. “Celia & Johnny” – Celia Cruz e Johnny Pacheco

O fenômeno da salsa foi essencial para a difusão da música latina nos Estados Unidos. “Celia & Johnny” (1974) trouxe dois dos principais nomes dessa época para cantar grandes sucessos, como é o caso de “Quimbara”.

3. “Mi Tierra” – Gloria Estefan

Gloria Estefan é considerada uma das mães da música latina nos Estados Unidos. “Mi Tierra” (1993) valoriza a herança cubana e chegou a ganhar o Grammy de Melhor Álbum Latino Tropical. A música de mesmo título é o maior destaque do disco!

4. “Amor Prohibido” – Selena

Nascida em Corpus Christi, no Texas, Selena foi a responsável pela popularização em massa do gênero tejano fora do estado. “Amor Prohibido” (1994) está no top 5 de álbuns latinos mais vendidos dos Estados Unidos.

5. “MTV Unplugged” – Shakira

Depois do sucesso dos álbuns de estúdio “Pies Descalzos” (1995) e “Dónde Están Los Ladrones” (1998), a colombiana foi convidada para gravar um MTV Unplugged em 1999. Este foi o primeiro concerto inteiramente em espanhol televisionado nos Estados Unidos. O álbum ainda rendeu à cantora seu primeiro Grammy.

6. “Barrio Fino” – Daddy Yankee

Após décadas de preconceitos contra o reggaetón, Daddy Yankee faz história ao popularizar o gênero em massa. “Barrio Fino” (2004) traz o sucesso “Gasolina”, que lhe rendeu sua primeira indicação ao Grammy Latino.

7. “Vuelve” – Ricky Martin

O porto-riquenho, que já vinha acumulando alguns anos de sucesso, atingiu um novo marco com “Vuelve” (1998). Além da faixa-título e “La Bomba”, outra canção presente no disco que foi um enorme marco foi “La Copa de la Vida”, tema da Copa do Mundo da França.

Esses são apenas sete exemplos de álbuns latinos que foram verdadeiros divisores de águas para quem canta em espanhol. Continue lendo o Exclamación para conhecer mais sobre cultura hispana! Aproveite e conheça estas cinco músicas sobre críticas sociais no México!

Autor: Isabela Guiaro

Jornalista e analista de conteúdo em marketing digital. Fiz pós-graduação em Globalização e Cultura e, durante o curso, desenvolvi pesquisas sobre identidade nacional e cultura latino-americana. Apaixonada pelo idioma espanhol desde os 5 anos de idade, meu objetivo é disseminar a cultura hispana no Brasil.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s